“É o marketing que engaja os sentidos do consumidor e afeta sua percepção, seu julgamento e seu comportamento. Seu propósito é o de gerar gatilhos subconscientes que envolvam a percepção não concreta que um consumidor tem de um produto ou da personalidade de uma marca.”
( Aradhna Krishna, pesquisadora de marketing sensorial).

A relação do brasileiro com a perfumaria vai muito além do corpo. Tudo precisa estar perfumado. É cultural a percepção de que estar perfumado é sinal de limpeza e cuidado, seja da casa, do animal de estimação, de ambientes públicos e de si próprio.

O Marketing Olfativo veio para fortalecer a relação sensorial de marcas e empresas com o consumidor, em uma dimensão mais subjetiva e muito poderosa, que garante a sensação de cuidado com o cliente, fortalece o vínculo e a atrela memória.

Todos os dias são milhões de caixas, roupas, empresas e casas são aromatizadas mundo afora cada uma com seu cheiro, muitas vezes mudando de ambiente para ambiente e renovando a identidade de cada local, o mundo da perfumaria traz personalidade, engaja e garante um mundo de novas histórias, memórias e sensações.